New O despertar do Ironista

A poesia de Jonas Marcelo Gonzaga revela uma severa pesquisa pela própria identidade. Seus poemas são apresentados cronologicamente a partir dos seus 15 anos até os 33 anos, compartilhando o seu amadurecimento poético e humano. A erupção juvenil explode para todos os lados, derramando-se, ora pelas vertentes da compreensão do amor, ora pelas naturais torrentes do inconformismo diante das injustiças sociais. A força do magma poético é tão intensa, que ainda respinga pelas noturnas calçadas urbanas. Jonas não interrompe seu questionamento, mesmo quando transita entre a consciência e o delírio. Não se sabe para que lado pende mais a balança. Não há respostas. Sobram indagações. Transbordam dúvidas.

Escreva um comentário

Nota: O HTML não é traduzido!
    Ruim           Bom

O despertar do Ironista

  • Visitas: 119
  • Modelo: 022
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 35,00